Hiper-automação para a transformação exponencial dos negócios


Nos últimos anos, o RPA (Robotic Process Automation) demonstrou seus recursos para ajudar empresas de todos os setores a iniciar a transformação digital. Cada vez mais empresas estão investindo em RPA e outras tecnologias cognitivas para obter vantagem sobre a concorrência. De fato, o Gartner estima que 85% das empresas implementarão alguma forma de RPA até o final de 2022.


No contexto do mercado competitivo e “prejudicado” que agora enfrentamos como resultado do COVID-19, não apenas o RPA, mas a hiperautomação está se tornando essencial para melhorar os processos e obter a máxima eficiência.


Especificamente, a hiperautomação aproveita o poder de várias tecnologias avançadas, incluindo IA (Inteligência Artificial) e ML (Machine Learning) para ampliar os recursos de RPA, criando uma maneira nova e mais sofisticada de trabalhar, permitindo que as empresas dimensionem automação com velocidade e eficiência.


É possível obter maior inovação atribuindo talento humano a tarefas de valor agregado, enquanto os robôs atendem a processos repetitivos padrão. O gA fornece um roteiro estratégico de automação com RPA no centro da aceleração da transformação digital, que às vezes pode ser interrompida ou frustrada. Com a hiperautomação, é fácil identificar gargalos e picos de demanda, fornecendo uma abordagem para automatizar tarefas e redestribuir a força de trabalho humana a atividades mais críticas e de valor agregado.

Por exemplo, ao implementar o RPA para plataformas de comércio eletrônico, reduzimos em 60% as tarefas manuais relacionadas à colocação de produtos nos canais de vendas on-line, acelerando a geração de novos pedidos de remessa sem qualquer intervenção de pessoas. Além disso, a hiperautomação forneceu um conjunto não-intrusivo de ferramentas para integrar rápida e facilmente várias tecnologias avançadas a esses processos críticos, sem interromper os sistemas legados.


Claramente, a crise atual mostrou o quão vital é a digitalização e destaca a automação como um elemento essencial para a resiliência e maior eficiência nas empresas durante os períodos de interrupção para permanecer competitiva.


Por Pablo Reimondi, Automation Head at gA

Referencia: Gartner

0 visualização0 comentário